Logo  

Informativo online Sindquímica

Ano 1 - nº 2 - abril de 2017


 

Governador anuncia liberação de recursos para polo químico de Guaiúba


O governador Camilo Santana anunciou na manhã do dia 20 de fevereiro, durante solenidade em frente à Câmara Municipal de Guaiúba, na região metropolitana de Fortaleza, a liberação de recursos para construção do Polo Industrial Químico de Guaiúba, o Guaiúba Chemical Park. O evento contou com a presença do presidente da FIEC, Beto Studart, e uma caravana de industriais cearenses. Na ocasião foi empossado como secretário de Desenvolvimento Econômico do Ceará, César Ribeiro. O polo químico de Guaiúba vai contar com 27 empresas, gerando 1.967 empregos diretos, com investimento do Governo do Ceará superior a R$ 10 milhões, através da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) e das secretarias do Desenvolvimento Econômico (SDE) e da Infraestrutura (Seinfra). Deve começar a operar em meados de 2018.

Idealizado pelo Sindicato das Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Destilação e Refinação de Petróleo no Estado do Ceará (Sindquímica), o Polo Industrial Químico de Guaiúba é uma das grandes conquistas do setor. O Guaiúba Chemical Park é um condomínio de indústrias químicas pioneiro no país, com compartilhamento de serviços comuns como portaria e restaurantes. Será inovador ainda pela gestão aplicada por meio da metodologia de interação empresarial permitindo que empresas pequenas ou grandes tenham o melhor da gestão de cada uma, flexibilidade e volumes de produção. Será um marco para indústria cearense e brasileira.

Ao destacar a importância do evento, o governador Camilo Santana ressaltou o arrojo da iniciativa que partiu dos próprios empresários, após diversas discussões e negociações para a sua concretização. Ele lembrou que ao oferecer a estrutura necessária para a instalação do empreendimento, o poder público faz a sua parte, deixando a parte operacional com o setor produtivo. "Essa parceria entre o setor produtivo e o governo vai gerar emprego e melhoria da qualidade de vida para a população dessa região do Estado, trazendo emprego e renda para muitas famílias", afirmou. Já o presidente da FIEC, Beto Studart, citou o setor químico como um dos mais importantes do Ceará e a concretização do polo químico trata-se de um sonho de abnegados que há muito tempo vem lutando por esse empreendimento.

O presidente do Sindquímica, Marcos Soares, ressaltou a solenidade como um marco para o setor químico cearense, citando que há cerca de dois anos representantes do segmento vem discutindo a implantação do polo nos moldes de um condomínio empresarial. Soares disse ainda que a iniciativa pioneira representa a força do cearense quando quer atingir seus objetivos. O prefeito de Guaiúba, Marcelo Fradique, ressaltou que o polo químico coloca a cidade da Guaiúba na cena econômica do Ceará. "Teremos um empreendimento nos moldes de outros grandes existentes no Ceará".

Serviço: Conheça o projeto clicando aqui!

 
 

Liberação de recursos para o Polo Químico de Guaiúba é comemorada pelo Sindquímica


A solenidade para liberação de recursos para o Polo Químico de Guaiúba foi o assunto que ganhou maior destaque durante a reunião mensal do Sindquímica com associados, ocorrida na noite da quarta-feira, 22 de fevereiro, na sede da FIEC em Fortaleza. Os empresários estão muito entusiasmados com os avanços para implantação do empreendimento. No encontro, o presidente do Sindquímica, Marcos Soares, divulgou os resultados da sua participação na missão a Portugal da Comissão de Apoio e Desenvolvimento da Indústria, do MDIC.

Além desses assuntos, os empresários conversaram sobre atualizações que amenizaram o cumprimento da Norma de Segurança do Trabalho em Equipamentos(NR-12) e pontos da Reforma Trabalhista em tramitação no Congresso. Mais detalhes e explicações foram dadas pelo Assessor da Diretoria Neto Rebouças.

Encontros setoriais

Durante à tarde, em duas salas do Núcleos de Expansão Industrial na FIEC, empresário filiados ao Sindicato reuniram-se para debater assuntos relacionados os ramos de tintas e do plástico. O grupo da diretoria de tintas conversou sobre a ideia de se implantar o Instituto Químico do Ceará dentro do Polo Químico de Guaiúba. Já integrantes da diretoria do Plástico debateram o interesse em qualificar trabalhadores por meio de cursos na área de polímeros no SENAI. Eles vão conversar com a instituição que faz parte do Sistema FIEC.

A diretoria do Plástico anunciou que oito empresários vão participar da feira Plástico Brasil, que será realizada de 20 a 24 de março na São Paulo Expo na capital paulista. Ao final da reunião, os empresários assistiram a uma apresentação do fundador de uma Rede Empresarial de Comércio e Negócios, Paulo Ribeiro. O Sindquímica planeja montar uma cooperativa de compras do setor químico.

 
 

Sindquímica envolve universidades na criação de instituto para o Polo Químico de Guaiúba


O Polo Industrial Químico de Guaiúba – o Guaiúba Chemical Park – terá um instituto para estimular a inovação nas empresas integrantes do projeto e para criar startups do setor químico. Para envolver a Academia na criação desse instituto, o presidente do Sindquímica, Marcos Soares, reuniu-se no dia 2 de março, na Casa da Indústria, com os professores Samuel Façanha, do programa de Pós-graduação em Administração da UECE, e João José Hiluy Filho, do Departamento de Engenharia Química da UFC. O próximo passo será a definição, com a participação dos pesquisadores, de um modelo de funcionamento e gestão do instituto.

Segundo Marcos Soares, o Instituto a ser criado será para desenvolvimento do ecossistema de inovação e desenvolvimento de novas tecnologias do setor químico do estado do Ceará." Ele vai auxiliar todas as empresas desde micro, pequenas,médias e grandes na ambiência dos editais e parcerias com academias", frisa.

 
 

Diretores do Sindquímica comemoram 30 anos de emancipação política de Guaiúba


No dia 17 de março desse ano, o município de Guaiúba que sediará o Condomínio Industrial Químico do Ceará completou 30 anos de emancipação política. Os diretores do Sindquímica, Alexandre Mota e João Sérgio Borges, comemoraram juntamente com a presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará(ADECE), Nicolle Barbosa,o prefeito Marcelo Fradique, e o secretário de desenvolvimento econômico de Guaiúba Robério de Castro. Eles também festejaram a liberação de recursos pelo Governo do Estado no valor de R$ 10 milhões, anunciado há um mês, para obras de infraestrutura do Condomínio.

 
 

FIEC será interlocutora do setor químico na Rede Sindical da Indústria


A Federação das Indústrias do Estado do Ceará será a interlocutora dos setores industriais da Alimentação e Químico e Farmacêutico durante o ciclo 2017 da Rede Sindical da Indústria. A escolha foi feita pela Confederação Nacional da Indústria(CNI). O anúncio foi feito pela gerente Executiva de Desenvolvimento Associativo da CNI, Camilla Cavalcanti, durante a primeira edição do Diálogo da Rede Sindical transmitido por meio de videoconferência para todas a federações das indústrias do país. Aqui no Ceará a transmissão aconteceu no auditório Luiz Esteves, na Casa da Indústria em Fortaleza. Industriais cearenses e diretores do Sistema FIEC acompanharam o evento que debateu as ações da rede em 2017 , os cenários político e econômico do país, além das perspectivas da Indústria em 2017. Também foi apresentado o aplicativo da Rede Sindical.

Caberá a FIEC, como interlocutora de dois segmentos, participar ativamente dos canais de relacionamento da Rede Sindical, compartilhando informações relevantes; divulgar, orientar, responder dúvidas e levantar informações solicitadas pelo participantes; mediar e ser o porta-voz de demandas coletivas dos integrantes do setor à CNI, observando à hierarquia do Sistema Indústria; e divulgar e participar de reuniões do intercâmbio de lideranças setoriais de cada ramo.

Os encontros de intercâmbio dos ramos químico e farmacêutico e da alimentação já estão agendados pelo calendário divulgado na videoconferência, Serão nos dias 24/8 e 9/11 respectivamente. Todo esse trabalho será conduzido pelo Núcleo de Convênio e Parcerias, conduzido pela gerente da Dana Nunes.

Segundo o presidente do Sindquímica Ceará, a escolha do setor químico é o fruto da interlocução que o segmento tem com a FIEC juntamente com a CNI. " Reflete o resultado das nossas ações para criação de tecnologias e inovações para melhorar a produtividade e competitividade das nossas indústrias", certifica.

Sobre a Rede Sindical

A Rede Sindical da Indústria foi criada em 2014, a partir da crescente demanda dos sindicatos por um espaço para interação entre eles, as federações e a CNI. Trata-se de um ambiente virtual que visa estimular o relacionamento dos sindicatos entre si e com suas federações e a CNI, observando a estrutura hierárquica do Sistema Indústria, por meio da criação e manutenção de canais para troca de informações, realização de consultas e mobilização sobre assuntos de interesse da indústria.

 
 

Sindquímica participa de visita guiada ao SENAI Maracanaú


Soluções inovadoras que podem transformar as industrias cearenses. Os empresários dos setores eletrometalmecânico e químico conheceram no dia 14 de março, a estrutura, serviços e produtos do Centro de Excelência em Inovação e Tecnologia, equipamentos do SENAI, em Maracanaú. Essa foi a segunda visita guiada com os sindicatos promovida pelo SENAI e o Sistema FIEC.

Os grupos com industriais filiados do Sindquímica e Simec, liderados pelos presidentes Marcos Soares e Sampaio Filho, respectivamente, foram recebidos pelo diretor regional do Senai, Paulo André Holanda, pela superintendente do Sistema FIEC, Juliana Guimarães. A visita teve o propósito de apresentar o potencial para o atendimento aos setores eletrometalmecãnico e químico, bem como à sua cadeia produtiva.

Durante a visita foi feita uma apresentação institucional sobre as soluções transformadoras do SENAI Maracanaú para os empresários, e em seguida, uma visita guiada apresentando todos os ambientes e laboratórios e os potenciais serviços. A ideia é que após a visita os setores possam identificar a oferta de produção tecnológica que possa ajudar no desenvolvimento desses ramos produtivos em nosso Estado.

Serviço:Soluções transformadoras para a indústria: www.senai-ce.org.br/para-industria ou pela Central de Relacionamento do Sistema FIEC pelo telefone (85) 4009.6300.

 
 

Sindquímica conhece ecossistema de inovação em Portugal


Com o objetivo de conhecer os ambientes de inovação por meio de atores reconhecidamente relevantes, a Comissão de Apoio e Desenvolvimento da Indústria, da FIEC, está em Portugal. De 6 a 11 de fevereiro, o grupo visitou a Agência Nacional de Inovação (ANI). Entre os participantes, Sampaio Filho, presidente do Simec; André Siqueira, presidente do Sindialimentos; Marcos Soares, presidente do Sindquímica; Alci Porto, diretor técnico do Sebrae; e Inácio Arruda, secretário da Secitece.

Também fez parte da programação, visita ao Instituto Politécnico de Leiria, ao Biocant Park, ao Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB), à Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

Na FIEC

Em retribuição à missão da FIEC à Portugal, o presidente do Instituto Politécnico de Leiria (IPL), Nuno Mangas, e a vice-presidente da entidade, Rita Cadima, visitaram a FIEC no dia 16/3. Eles participaram de reuniões nas quais conversaram com industriais e representantes de casas do Sistema FIEC, universidades, institutos tecnológicos, Prefeitura de Fortaleza, Estado e Sebrae. O objetivo é debater oportunidades de parcerias tecnológicas e trocas de experiências com o instituto português. Um dos encontros aconteceu no auditório Luis Esteves Neto. O presidente do Sindquímica, Marcos Soares, abriu a reunião.

 
 

Sindicato estimula química entre empresas para Central de Compras


Inspirado na cooperativa de compras do Sindicato das Construtoras que reúne empresas concorrentes há 20 anos, o Sindquímica está em busca da fórmula perfeita para criar uma iniciativa semelhante. A Coorperquímica está nascendo e poderá envolver 120 empresas filiadas ao Sindicato do setor. O grupo deve começar pequeno para que todos entendam como funciona a sistemática de uma Central de Compras. No dia 24/2, diretores do Sindicato junto do contador Gil Carlos e do advogado Rafael Sousa, profissionais da entidade, reuniram-se para definir os passos da Cooperativa.

 
 

Presidente do Sindquímica é reeleito presidente da Câmara da Indústria Química do Ceará


O presidente do Sindquímica, Marcos Soares, foi reeleito presidente da Câmara da Indústria Química do Estado do Ceará (CS Química) da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará. A reunião de votação com membros da entidades aconteceu no dia 24 de janeiro, no auditório da sede da ADECE em Fortaleza. O superintendente do IEL/CE, Ricardo Sabadia, foi reeleito primeiro secretário. Com a votação, permanecem nos postos por mais um ano Marcos Soares, Ricardo Sabadia e Ronaldo Ferreira do Nascimento como presidente, primeiro e segundo secretários, respectivamente.

O encontro teve ainda como pauta as ações realizadas em 2016 e o plano de trabalho para 2017. "Como o ano passado foi o da instalação da câmara, fizemos um levantamento do setor químico no Estado. Fomos às universidades e conhecemos seus laboratórios, assim como tomamos conhecimento do mercado industrial e geração de empregos. Com esse levantamento, vamos fazer o planejamento de ações para este ano para chegar junto ao Governo Estadual e solicitar as demandas do setor", comenta o presidente, Marcos Soares.

 
 

Empresários do Sindquímica conhecem detalhes sobre o Procompi e do Masterplan da Saúde


Os associados do Sindquímica, incluindo novos empresários, foram convidados a participar da cerimônia de lançamento do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (PROCOMPI)na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), realizado no dia 25 de janeiro. O convite foi feito pela consultora Ana Crstina Moreira, do Núcleo de Cooperação e Parcerias da FIEC(Nucop), durante a primeira reunião de diretoria do ano do Sindquímica realizada na noite do dia18 de janeiro, na FIEC em Fortaleza.

Ela antecipou detalhes de como funcionará o Programa nessa primeira chamada de projetos aprovados pelos Sindicatos. O ramo químico, nos segmentos de cosméticos e saneantes, é um dos cinco atendidos entre os setores industriais. Tudo indica, que na segunda chamada de projetos, o segmentos de plástico e químico serão beneficiados. Serão 26 empresas contempladas nessa primeira etapa.

Após a apresentação sobre o Procompi, o economista da FIEC, Guilherme Muchale, e a analista do Núcleo de Economia e Estratégia, Edvânia Brilhantes, apresentaram o Programa para o Desenvolvimento da Indústria e o status das ações das Rotas Estratégicas de Saúde que vão culminar no Masterplan do setor. Eles destacaram que o Ceará é 10º Polo de Saúde do Brasil e que para potencializá-lo ainda mais é preciso que as 470 ações apontadas por especialistas nas Rotas Estratégicas sejam trabalhadas no Masterplan do setor, em reuniões que acontecerão ainda nesse ano.

O presidente do Sindquímica, Marcos Soares, convocou os associados a participarem do lançamento do Procompi e a contribuírem com o Masterplan que faz parte do Programa para o Desenvolvimento da Indústria. Ele lembrou que entregou os documentos das Rotas Estratégias e as Tendências da Saúde para o Ministro da Saúde quando esteve em encontro com prefeitos, deputados e do governador na FIEC. " Convido os especialistas do Núcleo de Economia da FIEC apresentarem os resultados das Rotas Estratégicas do ramo de Saúde na reunião da Câmara Setorial da Saúde".

Procompi

O programa tem o objetivo de elevar a competitividade das empresas industriais de menor porte e tamanho, por meio do estímulo à cooperação entre as empresas, à organização do setor e ao desenvolvimento empresarial e territorial.o Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (PROCOMPI), desenvolvido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

 
side image

Expediente


Presidente do Sindquímica: Marcos Soares
Diretor Administrativo: José Dias de Vasconcelos Filho
Diretor Financeiro : Paulo César Vieira Gurgel
Assessor técnico: Neto Medeiros
Textos: Sindicato e Marcellus Rocha
Jornalista Responsável: Marcellus Rocha CE 2002 JP
Projeto gráfico e diagramação: Lucas Landim
Imagens: Arquivo do Sindicato e Gerência de Comunicações do Sistema FIEC


 

Sindicato das Indústrias Químicas, Farmacêuticas e da Destilação e Refinação de Petróleo no Estado do Ceará
Av. Barão de Studart, 1980 - 3º andar - CEP 60.120-001
Fortaleza/CE - Brasil
www.sindquimica.org.br
quimica@sfiec.org.br

 
 
facebook